ORIGEM DAS PALAVRAS: COMIDAS FRANCESAS

O vocabulário gastronômico tem derivações bem variadas. Canapé, por exemplo, teve origem em uma peça de mobiliário do século XIV. Já quiche e baguette tem berço em palavras de outras línguas, como alemão e italiano. Selecionamos os clássicos da culinária e pesquisamos suas etimologias para você conhecer a história que vai além do paladar.

Canapé

canape-tamanho-certo
A palavra, em sua origem, remete a uma peça de mobiliário, o sofá, da época do rei Luís XIV. Já o tira-gosto canapé, que consiste em uma pequena fatia de pão ou torrada sobre a qual se coloca alguma iguaria, derivou desse termo por ser pequeno e não necessariamente ter de ser comido à mesa, mas sim na sala de estar. Très curieux!

Croquette

Three small breadcrumbed fried food roll containing, mashed potatoes with fish, meat or vegetables

Do verbo croquer, que em francês significa mastigar ou morder, o croquette deriva do verbo por ter uma casquinha bem crocante, que sonoramente combina com o ato de mastigar e sentir o alimento “estalar na boca”. O croquette é servido frito e seu recheio pode variar bastante, desde batatas com queijo até carnes.

Quiche aux Champignons

quiche Lorraine with chicken, mushrooms and broccoli on the table

A palavra vem do alemão küchen, que significa “bolo” ou “torta”. O surgimento na França remonta ao século XVI, na cidade de Nancy. Já o champignon é um tipo de cogumelo bem presente em território francês. O champignon de Paris, por exemplo, é o mais consumido no mundo e bem popular no Brasil.

Croissant

Fresh baked croissants

Do francês, croissant quer dizer crescente, e o formato do pão em meia-lua provém daí. O croissant é o queridinho das boulangeries, famoso pela sua massa folhada e amanteigada, que desmancha na boca. A rainha Maria Antonieta foi quem introduziu essa délice na França, que é originalmente de Viena, também sua terra natal.  

Pão francês

fresh rolls

O indispensável pãozinho francês do Brasil era bem diferente até o fim do século XIX, pois tinha coloração e miolo escuros. O formato tal qual o conhecemos teve inspiração nos pães de Paris, que tem casca dourada e miolo branco. Não demorou para ele chegar por aqui, pois as famílias ricas, depois de viajarem para a França, pediam aos seus cozinheiros para reproduzir a receita e imitar o pão que comiam quando viajavam. Portanto, não existe pão “francês” na França, d’accord?

Baguette

Homemade french bread in Basket

A palavra se origina do francês baguette, que se traduz em “pão fino e comprido”. Indo mais a fundo, ela deriva da palavra italiana bacchetta, que quer dizer “bastão” ou “vareta”. O formato longo e fino desse pão, que pode atingir até 60 centímetros, é um dos mais procurados na França, e não é raro vermos alguém caminhar pelas ruas com uma baguette debaixo dos braços e uma garrafa de vinho para o jantar.

Soufflé

cheese souffle

A massa aerada, que parece que foi assoprada por alguém, tem a ver com o termo francês “souffler”, ou seja, soprar, respirar. Poétique, non? A textura leve depende de como a clara em neve é preparada, que deve ser muito bem batida para que não perca o ar ao sair do forno, e assim acabe murchando. O suflê, como é chamado no Brasil, pode ser comido doce ou salgado.

Fondue

Cheese fondue – piece of bread (croutons) in a liquid cheese

Somente o nome é francês, pois o prato é tipicamente suíço, sabia? O fondue é normalmente feito de queijo derretido, que antigamente era colocado e fundido em grandes quantidades em um caldeirão. Quando os franceses decidiram aproveitar a ideia de banhar pães em queijos quentinhos, veio o nome fondu, ou seja, fundido em francês.

Crème brulée

Creme Brulee On A Blue Board With A Hand Holding A Spoon And Taking A Piece Of It

O emblema do doce é sua crosta de açúcar, que permanece por cima do creme e é queimada com um maçarico para que fique dourada e crocante. O nome tem sua origem dessa etapa, que quer dizer literalmente “creme queimado” em francês.

Mousse

homemade chocolate mousse

Bem leve, assim como o soufflé, mousse significa “espuma” em francês, e sua consistência é mesmo bem parecida, tanto que é conhecida como “sabor da nuvem”. Pode ser preparada doce ou salgada e também usada como complemento em alguns pratos.

Petit-gâteau

petit-gateau-capa 

Na França, é conhecido como moelleux au chocolat, e o nome tal qual se popularizou no Brasil, petit-gâteau, significa “pequeno bolo” em francês.Já a origem da receita é americana, e segundo reza a lenda, um chef aprendiz aqueceu demais o forno, fazendo com que o bolinho ficasse consistente por fora, e cremoso por dentro. Tradicionalmente, é servido junto a um sorvete para divertir o paladar com a mistura quente/frio.

 

QUER MAIS?

Agora que você conhece a origem dessas palavras, você gostaria de conhecer outras e muito mais?  Você gostaria de aprender a comunicar em francês também?!
Conheça o curso da Aliança Francesa Araraquara, que vai te ensinar a língua e a cultura francesa! Seu francês vai decolar!

Você irá aprender de uma forma rápida e definitiva a se comunicar em francês (seja você alguém que nunca teve contato ou que já tenha feito aulas). Entre em contato! Clique

Comentários encerrados.